scroll down

HISTÓRIA

1926

Primeiros passos

É a partir do ano de 1926 que remonta o primeiro alvará da actividade corticeira criada por Ernesto Lourenço Estrada, avô dos actuais proprietários. Nesta data já se encontrava estabelecido por conta própria, foi o início da relação entre a família Estrada e a Cortiça.

1974

À frente do seu tempo

Derivado à crise que fez disparar o preço dos derivados petrolíferos, a Sofalca voltou a ser pioneira, ao instalar a primeira caldeira de queima-mista no sector corticeiro em Portugal, o que veio permitir uma poupança de recursos e os primeiros passos para uma óptima sustentabilidade energética. Esta caldeira proporcionou a substituição da nafta, como combustível, pela biomassa, reciclando então um desperdício existente, o “pó de cortiça”. Era a mesma filosofia que a norteava desde o início, valorizar os produtos regionais, economizar recursos, e conseguir uma gestão com redução de custos económicos e ambientais.

1990

Melhoria contínua

Com a escassez cada vez maior de matéria-prima, a Sofalca desenvolveu em 1990 máquinas de extracção de cortiça de falca, ganhando desta forma uma maior certeza da obtenção da matéria-prima no futuro, dada a sua dificuldade de extracção.

1966

A fundação

É em 1966 que nasce a Sofalca – Sociedade Central de Produtos de Cortiça, Lda., de Abrantes, pela mão de Ernesto, Mário e João Estrada, pai e tios dos actuais proprietários, fazendo hoje parte do Grupo Estrada. Era o ano em que se celebrava o cinquentenário de elevação de Abrantes a Cidade e estava em vigor, a Lei do Condicionamento Industrial, que só permitia a abertura de novas unidades industriais, com a autorização do Governo.
Este só autorizou a criação da Sofalca se existissem agricultores associados ao capital da empresa. Assim foi feito, tendo-se associado vários empresários e lavradores de Abrantes com esse objectivo.
A inauguração da Fábrica foi integrada nas comemorações oficiais do cinquentenário da Cidade.
A implantação da fábrica, em Abrantes, foi escolhida por estar junto ao montado de sobro, no meio da matéria-prima, o que acabou por economizar recursos no que diz respeito à recolha e transporte, assim como, para aproveitar a larga tradição e o ‘’Know-how’’ de trabalhar a cortiça.
A Sofalca introduziu um sistema de corte horizontal, logo no seu arranque, enquanto o habitual nesta indústria era o de serragem de corte vertical, o que permitiu uma precisão maior nas medidas das placas de aglomerado.

1975

De Abrantes para o mundo

Os produtores portugueses de aglomerado negro de cortiça expandida uniram-se na ISOCOR – Aglomerados de Cortiça ACE, para permitir uma melhor comercialização das suas marcas no mercado mundial. A Sofalca é fornecedora da ISOCOR desde a sua fundação. A ISOCOR procura desenvolver e comercializar os produtos desenvolvidos pelas empresas que constituem o agrupamento, procurando constantemente a inovação e a criação de novas linhas de produtos.

1926

Primeiros passos

É a partir do ano de 1926 que remonta o primeiro alvará da actividade corticeira criada por Ernesto Lourenço Estrada, avô dos actuais proprietários. Nesta data já se encontrava estabelecido por conta própria, foi o início da relação entre a família Estrada e a Cortiça.

1966

A fundação

É em 1966 que nasce a Sofalca – Sociedade Central de Produtos de Cortiça, Lda., de Abrantes, pela mão de Ernesto, Mário e João Estrada, pai e tios dos actuais proprietários, fazendo hoje parte do Grupo Estrada. Era o ano em que se celebrava o cinquentenário de elevação de Abrantes a Cidade e estava em vigor, a Lei do Condicionamento Industrial, que só permitia a abertura de novas unidades industriais, com a autorização do Governo.
Este só autorizou a criação da Sofalca se existissem agricultores associados ao capital da empresa. Assim foi feito, tendo-se associado vários empresários e lavradores de Abrantes com esse objectivo.
A inauguração da Fábrica foi integrada nas comemorações oficiais do cinquentenário da Cidade.
A implantação da fábrica, em Abrantes, foi escolhida por estar junto ao montado de sobro, no meio da matéria-prima, o que acabou por economizar recursos no que diz respeito à recolha e transporte, assim como, para aproveitar a larga tradição e o ‘’Know-how’’ de trabalhar a cortiça.
A Sofalca introduziu um sistema de corte horizontal, logo no seu arranque, enquanto o habitual nesta indústria era o de serragem de corte vertical, o que permitiu uma precisão maior nas medidas das placas de aglomerado.

1974

À frente do seu tempo

Derivado à crise que fez disparar o preço dos derivados petrolíferos, a Sofalca voltou a ser pioneira, ao instalar a primeira caldeira de queima-mista no sector corticeiro em Portugal, o que veio permitir uma poupança de recursos e os primeiros passos para uma óptima sustentabilidade energética. Esta caldeira proporcionou a substituição da nafta, como combustível, pela biomassa, reciclando então um desperdício existente, o “pó de cortiça”. Era a mesma filosofia que a norteava desde o início, valorizar os produtos regionais, economizar recursos, e conseguir uma gestão com redução de custos económicos e ambientais.

1975

De Abrantes para o mundo

Os produtores portugueses de aglomerado negro de cortiça expandida uniram-se na ISOCOR – Aglomerados de Cortiça ACE, para permitir uma melhor comercialização das suas marcas no mercado mundial. A Sofalca é fornecedora da ISOCOR desde a sua fundação. A ISOCOR procura desenvolver e comercializar os produtos desenvolvidos pelas empresas que constituem o agrupamento, procurando constantemente a inovação e a criação de novas linhas de produtos.

1990

Melhoria contínua

Com a escassez cada vez maior de matéria-prima, a Sofalca desenvolveu em 1990 máquinas de extracção de cortiça de falca, ganhando desta forma uma maior certeza da obtenção da matéria-prima no futuro, dada a sua dificuldade de extracção.

Nos dias de hoje

A Expandir um Futuro Sustentável

Hoje em dia 85% dos produtos produzidos pela Sofalca destina-se à exportação. Sendo França, Espanha, Bélgica, Áustria, Alemanha, Reino Unido, Itália, Japão e China os principais mercados e para onde são exportados os produtos fabricados pela Sofalca. A qualidade dos produtos de matriz ecológica da nossa empresa e as qualidades excepcionais do aglomerado de cortiça são justamente apreciadas em Portugal e nestes sofisticados mercados internacionais. Actualmente a Sofalca continua com o seu foco principal no isolamento mas cada vez mais o design/decoração são mercados que abrem novas portas para o futuro. Em 2014 foi criada a marca de mobiliário Blackcork com a direção criativa do Designer Toni Grilo e em 2015 nasceu a Gencork em parceira com o atelier Digitalab, marca que já venceu prémios internacionais como o Green Product Award 2016, Les Decouvertes da Maison et Objet em Paris 2016 e um German Design Award 2017.

VALORES

A inovação, o respeito pelo meio ambiente, a utilização reduzida de recursos que não a matéria-prima de origem, o profissionalismo, em resposta a novos desafios e a forte preocupação com os nossos Clientes, Fornecedores e Trabalhadores, são valores que fazem parte de toda a empresa. A Sofalca é assim uma empresa constantemente preocupada com a responsabilidade social, assim como a inovação de modo a fornecer ao cliente o melhor produto possível. O seu carácter pioneiro, a qualidade do seu produto e a postura dos seus proprietários e colaboradores, tem-lhe conferido uma enorme visibilidade e credibilidade no mercado da cortiça. Sendo os problemas climáticos um tema importante nos nossos dias é essencial referir que a Sofalca se preocupa em ensinar ao Mundo as qualidades do aglomerado de cortiça no isolamento das suas habitações ou espaços comerciais assim como a importância do Montado de Sobro. Para além das parcerias com várias entidades privadas e públicas, todos os anos, escolas e universidades visitam a fábrica para que as próximas gerações conheçam a cortiça e cada vez mais a valorizem.

cork harvesting

MISSÃO

cork harvesting

Há diversos anos no mercado, sempre com a cortiça como matéria-prima para a criação dos seus produtos, a Sofalca trabalha a cada dia para desenvolver processos de inovação no que toca às suas áreas de negócio. Os nossos produtos são testados e cumprem todos os processos de certificação, somos uma empresa sustentável que tem como principal objectivo a criação de soluções naturais e ecológicas para o mercado, dando a conhecer todas as qualidades do aglomerado de cortiça expandida. O processo produtivo da Sofalca é sustentável, sendo energeticamente auto-suficiente em 95% das suas necessidades, pela utilização da biomassa própria (Pó de cortiça). Mais do que uma empresa, somos um conceito sustentável e preocupamo-nos essencialmente com o ambiente e com a criação de soluções para facilitar o dia-a-dia dos nossos clientes e das gerações futuras, dando a conhecer um produto altamente sustentável. A Sofalca cumpre todas as normas ambientais sendo inclusive uma empresa certificada como reciclador de cortiça. A expansão do negócio para diferentes áreas é um objectivo que a Sofalca tem vindo a desenvolver ao longo do seu crescimento enquanto empresa produtora. As marcas Blackcork de mobiliário, Corkwave e Gencork de revestimento de paredes, têm vindo a ganhar notoriedade, devido ao desejo do cliente de querer um bom isolamento mas igualmente uma decoração agradável à vista e com preocupação ambiental. Queremos ser os melhores, inovando constantemente, sendo que estamos prontos para responder a todos os desafios de Arquitectos, Engenheiros, Designers, Construtores e Proprietários. Com a recente aquisição de novos equipamentos – CNC`s, Serras e equipamento informático estamos prontos a receber os desafios dos nossos Clientes e a dar formas a este produto tão sustentável e apetecível, nunca antes imaginadas. A construção dos espaços expositivos da Isocor e da Sofalca em feiras como a Maison&Objet em Paris, a Tektónica, o Lisboa Design Show, em Lisboa, o Salone del Mobile em Milão, inteiramente em aglomerado de cortiça expandida e os diversos auditórios construídos com blocos de aglomerado em parcerias com diversas entidades, mostram ao público em geral capacidades excelentes de produção personalizadas e conferem ao produto características únicas que despertam os sentidos – olfato, tacto, visão, e a memória da imagem da cortiça que cada pessoa tem.

The expansion of the business to different areas is an objective that Sofalca has been developing throughout its growth as a production company. The Blackcork furniture, Corkwave and Gencork wall covering brands have been gaining notoriety, due to the customer’s desire for good insulation, but also a pleasant decoration to the eye and with an environmental concern. We want to be the best, constantly innovating, and we are ready to answer to all of the challenges made by by Architects, Engineers, Designers, Builders and Owners.

With the recent acquisition of new equipment (CNC`s, Saws and computer equipment), we are ready to receive the challenges of our Clients and to give forms / shapes to this product, so sustainable and appetizing, never before imagined. The construction of Isocor and Sofalca exhibition spaces at fairs, such as the Maison & Objet in Paris, Tektónica, the Lisbon Design Show, the Salone del Mobile in Milan, entirely in expanded cork agglomerate and the various auditoriums built with blocks of Agglomerated cork, in partnerships with various entities, show the general public the excellent production capacities and give the product unique characteristics that awaken the senses – smell, touch, vision / sight and memory of the image of the cork that each person has.